Narrativas sem divisões de parágrafos em Bernardo Carvalho, João Gilberto Noll e Samuel Rawet

Jaime Ginzburg

Resumo


No conto “Ciúmes”, de Bernardo Carvalho, o protagonista é um homem poderoso e autoritário, lidando com o crime organizado. Um importante aspecto desse texto é o fato de que não há divisão de parágrafos, como se a narrativa devesse ser exposta e compre­endida em uma leitura ininterrupta, como um fluxo singular e con­tínuo. O artigo discute a importância desse recurso formal. O conto foi lido em comparação com outros textos, de autoria de Samuel Rawet e João Gilberto Noll.


Palavras-chave


Narrativa; parágrafos; Bernardo Carvalho; Samuel Rawet; João Gilberto Noll

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/matraga.2018.32544

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Palimpsesto é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.