A imposição ficcional em O avesso da vida e Os fatos, de Philip Roth

Adriano Schwartz

Resumo


Este artigo busca discutir a relação entre ficção e autobiografia na obra de Philip Roth, com destaque para os livros O avesso da vida, romance de 1986 que é sua experiência ficcional mais radical, e Os fatos, texto “autobiográfico” que ele publica logo depois, em 1988. O propósito da análise é mostrar como os volumes estão entrelaçados, que nos dois existe de modo contínuo o choque entre vida e invenção e que esta, a invenção, invariavelmente se impõe.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/matraga.2017.31593

 

 


Palavras-chave


Ficção. Romance contemporâneo. Autobiografia. Philip Roth.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/matraga.2017.31593

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.