As descomposturas de Céline: encenação autoral e teatralidade no espaço público

Daniel Teixeira da Costa Araujo

Resumo


Baseando-se nas considerações de Jérôme Meizoz sobre o conceito de postura de autor, este artigo tem por objetivo fazer uma análise da encenação autoral empreendida por Louis-Ferdinand Céline notadamente no âmbito do espaço público de entrevistas, apontando- -se para seus transbordamentos na obra literária do autor. Destaque será dado a um particular efeito retroativo observado por Meizoz, no qual a persona do autor que figura nas obras parece determinar o comportamento do escritor enquanto instância civil. Tal embaralhamento das instâncias autorais teria papel fundamental na criação de uma mitologia pessoal de Céline, marcada por um movimento de autodenegação.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/matraga.2017.29550

 


Palavras-chave


Louis-Ferdinand Céline. Entrevistas. Postura de autor. Encenação autoral. Espaço público.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/matraga.2017.29550

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Palimpsesto é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.