Construções clivadas no português do Brasil sob uma abordagem funcionalista

Maria Luiza Braga, Elisiene de Melo Barbosa

Resumo


Neste artigo, investigamos duas “famílias” das chamadas construções clivadas, aquela integrada pelas configurações similares às It-clefts do inglês, aqui rotulada de Clivada, com suas variantes (Construção É QUE, Construções QUE) e aquela constituída pelas chamadas Pseudoclivadas, equivalentes às Wh-clefts do inglês, com suas respectivas variantes (Pseudo Clivada Invertida, Pseudo Clivada Extraposta e Construção Foco Ser). Inicialmente, caracterizamos e exemplificamos as variantes, detalhando as questões relativas à concordância número-pessoal entre o constituinte clivado e o verbo copular e a correlação modo-temporal entre os predicados verbais que integram a sentença clivada. Os resultados para a análise segundo essas variáveis sugerem que as Construções QUE e as Construções FOCO SER constituem estruturas mais gramaticalizadas. A seguir, consideramos as questões relativas à distribuição de informação nessas construções. Mostramos que o referente do segmento clivado tende a constituir informação [+ ativada], tendência mais perceptível nas Construções QUE e nas Clivadas. As Pseudoclivadas destoam deste perfil e apresentam taxas quase iguais para referentes [+ativados] e [- ativados]. Mostramos que os referentes [-ativados] que ocorrem nas construções clivadas tendem a exprimir informação compartilhada pelos interlocutores. Por fim, defendemos que as variantes em análise divergem quanto à leitura de contraste que pode ser atribuída a elas.


Palavras-chave


construções clivadas; concordância número-pessoal e correlação modo-temporal; [± ativado] e conhecimento compartilhado, contraste.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Palimpsesto é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.