A ditongação decrescente na fala popular de Salvador: análise variacionista

Juliana Ludwig Gayer, Eleneide de Oliveira Silva

Resumo


Este trabalho apresenta uma análise variacionista do processo de ditongação decrescente na fala popular de Salvador. A ditongação pode ocorrer entre palavras, entre a vogal final da primeira palavra e a vogal inicial da segunda palavra na sequência, quando uma das vogais é foneticamente alta e átona. No caso da ditongação decrescente, a segunda vogal se torna glide com a aplicação do processo, como no exemplo minh[aj]scola (minha escola). O objetivo deste trabalho foi contribuir com uma descrição mais detalhada da ditongação decrescente que ocorre no português brasileiro, considerando dados da fala popular de Salvador, retirados do banco PEPP (Programa de Estudos sobre o Português Popular Falado de Salvador), coordenado pela Professora Norma Lopes (UNEB). Se- lecionamos desse banco de dados oito entrevistas classificadas por sexo (masculino e feminino), escolaridade (fundamental e médio) e idade (25 a 35 anos e mais de 65 anos), totalizando 1.121 dados para a análise estatística. Os dados referentes à ditongação decrescente passaram pela análise estatística do Goldvarb X, levando em consideração algumas variáveis já analisadas em outras pesquisas. Os principais fatores favorecedores à aplicação do processo foram combinação de vogal tônica mais vogal átona, domínio do grupo clítico, combinação de vogal não alta mais alta, etc.

---

DOI: http:/dx.doi.org/10.12957/matraga.2017.27157

 


Palavras-chave


Variação. Sândi externo. Ditongação decrescente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/matraga.2017.27157

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.