‘Caramuru’ e a segunda queda do ameríndio

Michel Riaudel

Resumo


O descobrimento da América suscitou surpresa e questionamentos vários sobre a noção de humanidade, o sentido da história, os fundamentos das organizações sociais… Nessa linha de pensamento surgiram reflexões (Thomas More, Montaigne, Rousseau…) acentuando as diferenças culturais e insistindo na ruptura de perspectivas, seja para redefinir o télos europeu, seja para fundar suas críticas do Velho Mundo. Contudo, dentro da lógica cristã, a exigência era pelo contrário reintegrar o Ameríndio no universo das Sagradas Escrituras, demonstrando que Deus não abandonara a América – tendo mandado santos (por ex. são Tomé), e deixado sinais múltiplos da Revelação –, mas que o “Americano” ou “Brasílico”, ele sim, tinha se desviado de Deus e das verdades divinas originais. Assim, aqueles que possivelmente não moravam tão longe de vestígios do Paraíso Terreal foram submetidos a um segundo processo de condenação, à imagem da Queda que conheceram Adão e Eva. Talvez o poema épico de Santa Rita Durão, Caramuru (1781), seja o último exemplo desse raciocínio, no mundo colonial luso-brasileiro; no momento em que o conceito de “degenerescência” estava sendo assimilado pelo discurso racionalista e científico de parte do contexto iluminista e pelas políticas civilizatórias do século XIX.


Palavras-chave


Caramuru, Ameríndios, são Tomé, Monogenismo, Degenerescência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Palimpsesto é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.