‘CASTIGAT RIDENTO MORES’: HISTÓRIA DO BRASIL E TEATRO FRANCÊS NA CRÔNICA DE MACHADO DE ASSIS

Daniela Callipo

Resumo


As crônicas machadianas podem ser lidas como documento histórico e obra literária. Caracterizada como gênero híbrido, a crônica permite várias leituras e interpretações, mas está sempre atrelada a seu tempo, ao seu contexto de produção. Neste artigo, pretende-se analisar de que maneira Machado de Assis comentou os assuntos importantes de sua época, mesclando o teatro clássico francês e a História do Brasil.


Palavras-chave


crônica machadiana; teatro francês; História.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.