Propostas e estratégias para a valorização do multilinguismo na formação escolar de língua materna

Álvaro Antônio Caretta

Resumo


Em todas as sociedades, a língua manifesta-se por meio dos diversos gêneros orais, escritos e também multimodais, apresentando uma diversidade enorme relacionada às diversas condições de produção e circulação dos enunciados. É fato que a língua se molda aos diversos usos que os cidadãos fazem dela na sociedade. Dessa forma, não se pode perpetuar o mito de uma língua uniforme, muito pelo contrário, deve-se enfatizar o estudo das variedades que compõem o multilinguismo, pois nele está guardada a multiculturalidade e também a própria identidade das distintas comunidades. Nesse contexto, é imprescindível refletir sobre a questão do preconceito linguístico, um grande empecilho no processo de construção de uma sociedade mais igualitária, diversificada e democrática, e também sobre o verdadeiro papel do ensino da norma culta escrita nas escolas e, principalmente, da oralidade, onde o multilinguismo se apresenta de forma mais evidente. A partir da observação dessas modalidades da língua, poderemos compreender a importância das variadas formas de expressão linguística na constituição do plurilinguismo social, pressuposto para uma sociedade que pretende valorizar as múltiplas faces de sua multiculturalidade.

---

http://dx.doi.org/10.12957/matraga.2016.20771

 

 

 


Palavras-chave


políticas linguísticas, multilinguismo, multiculturalidade, língua portuguesa, ensino

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/matraga.2016.20771

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


e-ISSN 2446-6905 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado em:


Licença Creative Commons
A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.