A GÉNESE DE UM ROMANCE QUEIROSIANO: UM AUTÓGRAFO INÉDITO D’ A ILUSTRE CASA DE RAMIRES

Maria Isabel Rocheta

Resumo


O presente artigo discorre sobre a pesquisa coordenada pela autora no CLEPUL, Centro de Investigação da Universidade de Lisboa, em torno de um manuscrito autógrafo de A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós, reencontrado no século XXI. Os estudos em curso permitem observar a génese da obra e sua evolução, assim como o intrincado processo criativo do autor.


Palavras-chave


autógrafo; romance; edição genética; Eça de Queirós

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


e-ISSN 2446-6905 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

Logomarca UERJ  Logomarca Instituto de Letras  Logomarca Pós-graduação

 


Indexado em:


Licença Creative Commons
A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.