A ESTILÍSTICA E O DISCURSO LITERÁRIO CONTEMPORÂNEO

Elis de Almeida Cardoso, Alessandra Ferreira Ignez

Resumo


A Estilística, por muito tempo, foi tomada como uma disciplina que se aproximava da Retórica, sendo responsável pelo estudo das figuras de linguagem existentes em textos literários. Esse olhar redutor foi ampliado, pois, hoje, entende- se o estilo como formas de expressão em diferentes contextos enunciativos. Observa-se, dessa forma, a sua importância para os estudos discursivos, pois cada gênero apresenta usos linguísticos específicos que geram efeitos de sentido diversos. No caso do discurso literário, o pesquisador depara-se com a questão da forma, da expressividade e da individuação do dizer, sendo assim tenta investigar os efeitos expressivos obtidos por meio de traços estilísticos. Se o estudo do estilo de época na literatura fez-se importante, pois havia grupos de escritores com características estilísticas bem similares que revelavam seus ideais artísticos, atualmente, existe uma diversidade estilística muito grande, que dificulta o trabalho com o estilo de época e que abre as portas para uma análise mais plural, que identifique os traços estilísticos de cada autor, dos vários grupos que surgem simultaneamente na pós-modernidade com objetivos distintos. Desse modo, este artigo pretende mostrar de que maneira, à luz da Estilística, é possível analisar efeitos de sentido obtidos no discurso literário contemporâneo.


Palavras-chave


Estilística; discurso literário; estilo; pós-modernismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


e-ISSN 2446-6905 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

Logomarca UERJ  Logomarca Instituto de Letras  Logomarca Pós-graduação

 


Indexado em:


Licença Creative Commons
A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.