O HISTORIADOR DO FUTURO E O PROFETA DISFARÇADO: PROFECIA, HISTÓRIA E RETÓRICA NA 'HISTÓRIA DO FUTURO', DO PADRE ANTÔNIO VIEIRA

Marcus De Martini

Resumo


O Livro Anteprimeiro da História do Futuro, do Padre Antônio Vieira (1608 - 1697), deveria servir de introdução a uma obra profética maior, a História do Futuro, que não seria concluída. Ali se encontram os fundamentos de um tratado de interpretações proféticas apresentados como uma “história”. Para tal, Vieira recorreu a pressupostos historiográficos e retóricos clássicos, especialmente no tocante à demonstração da veracidade de seu relato. Seja em virtude do contexto pós-tridentino de sua época, avesso a ideias suspeitas de heterodoxia, seja, posteriormente, pelas circunstâncias de seu processo junto ao Tribunal do Santo Ofício, tal estratégia serviu para criar certo distanciamento entre o autor e um assunto tão polêmico como a profecia, e também para imprimir força persuasiva a suas ideias.


Palavras-chave


Padre Antônio Vieira; profecia; retórica; história; Inquisição

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Palimpsesto é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.