A Comunicação, o comum e a alteridade: para uma epistemologia da experiência estética

Angela Cristina Salgueiro Marques, Luis Mauro Sá Martino

Resumo


Embora a noção de “experiência estética” venha sendo explorada nos estudos de comunicação, a dimensão estética do conceito em si parece ter sido de alguma maneira preterida, historicamente, em favor de estudos que privilegiam os “meios”, no sentido técnico, à “comunicação”, em sentido relacional. Este artigo, pautado em pesquisa bibliográfica, procura ressaltar o estético como uma categoria indissociável do conceito de “comunicação” a partir de três pontos: (a) situando a estética da comunicação no conjunto de pesquisas da área; (b) sublinhando a necessidade de pensar o estético como parte do conceito de comunicação; (c) indicando como a narração da experiência pode ser vivenciada como ato comunicativo, político e estético.


Palavras-chave


Comunicação; Estética; Experiência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/logos.2015.19600

Indexada em:Latindex . Sumarios.org . Univerciência. Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 - e-mail: logos@uerj.br