Políticas externas de Argentina e Brasil e a proteção dos regimes democráticos na América do Sul

Miriam Saraiva

Resumo


Desde o início da gestão do presidente Lula da Silva que o Brasil tem buscado umpapel mais ativo em relação à América do Sul. A região vem sendo articulada à intenção deconstruir um papel de liderança do Brasil na zona e identificada com a estabilidadedemocrática. Este comportamento não vem sendo secundado pela Argentina nem gerouuma parceria entre Argentina e Brasil no campo de política externa. Não vem significandoum esforço do Mercosul como bloco. A Argentina, por seu turno, busca um espaço própriode atuação frente aos temas sul-americanos que dificulte uma projeção brasileira autônoma.A busca, por parte da diplomacia argentina, de um espaço próprio frente à região vemocupando lugar de destaque no arco das atuações externas do país.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.