Imagem de cidade e representação urbana

Marina Cavalcante Vieira

Resumo


As cidades são frutos de ações humanas coletivas que compõem um aglomerado tanto em termos de estruturas físicas quanto em termos de sociabilidades. As histórias em quadrinhos de gênero super-heróis reservam para o urbano um papel primordial em que as cidades passam a ser mais do que meros ambientes ou panos de fundo para o desenvolvimento das narrativas. A metrópole e os seus problemas passam a ser a causa da necessidade de existência de super-heróis. O objetivo deste trabalho é a análise da imagem das cidades de Metrópolis e Gotham em seu contexto de criação, ambas nascidas em finais da década de 1930. Compreende-se por imagem de cidade as representações sociais que incorporam além das imagens visuais a dimensão simbólica e cultural do imaginário urbano. A imagem de uma cidade abarca sua estrutura física, assim como sua dimensão estética e cultural. As duas cidades aqui estudadas representam concepções urbanas antagônicas, uma vez que Metrópolis é uma cidade modernista voltada para o progresso, enquanto Gotham é caótica e sombria. Essas concepções urbanas distintas são encontradas em discussões que permearam as teorias urbanísticas da década de 1930.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intratextos.2011.1637

E-mail para contato com os editores: revista.intratextos@gmail.com

PPCIS/UERJ: Rua São Francisco Xavier, 524 - 9º andar - Sala 9037 - Bloco F

CEP: 20550-900 - Maracanã - Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2334-0678 / Ramal 27


ISSN 2176-6789

 

Indexações

Revistas Online – UERJ; Revistas brasileiras – SEER; Latindex; Sumários de Revistas Brasileiras; Journals4Free e Periódicos Capes