A vítima oportunista: a construção da celebridade Luciana Gimenez

Lígia Lana

Resumo


Este artigo analisa textos da imprensa brasileira que noticiaram a celebrização da apresentadora de televisão Luciana Gimenez, entre os anos 1998 e 2000, quando ficou grávida do cantor Mick Jagger. A mídia divulgou amplamente o nascimento do bebê, explorando aspectos das vidas pessoais dos personagens envolvidos. Mick Jagger, que havia traído sua esposa, foi considerado vítima da sedução da mulher fatal. Luciana Gimenez, por sua vez, se autodefiniu como vítima das dificuldades de ser mãe solteira e do julgamento da mídia. A vitimização dos dois envolvidos fez coexistir o preconceito contra a mulher “perigosa” e a noção de que a mulher é vítima da cultura, da sociedade e dos homens. O trabalho busca interpretar o caso narrado pela mídia, discutindo o contraponto entre a mulher oportunista e as categorias de vítima.

Palavras-chave: Celebridade. Vitimização. Luciana Gimenez.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais