Os usos do corpo entre lutadores de jiu-jítsu

Antonio Claudio Engelke Menezes Teixeira

Resumo


O presente artigo busca examinar alguns aspectos fundamentais da construção corporal de praticantes de jiu-jítsu. Para tanto, analisa as seguintes questões: a formação e a manutenção de um ethos guerreiro entre os lutadores, ethos que é, a um só tempo, consequência e condição de possibilidade da pedagogia do jiu-jítsu; as inscrições corporais moldadas numa tal atmosfera: a “casca-grossa” e a orelha “estourada” – símbolo máximo de pertença entre os lutadores –, uma espécie de “Você sabe com quem está falando?” não discursivo; e também a problemática relação dos praticantes de jiu-jítsu com a própria exigência do esporte de contato corporal íntimo com outros homens.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais