A degeneração e a repetição da origem: Análise da vivência mitológica da história nas sociedades melanésias

Robson Rocha de Souza Júnior

Resumo


O principal interesse desse trabalho é esmiuçar a questão acerca da formação de trajetórias históricas em sociedades arcaicas com base na argumentação de neo-institucionalistas históricos (sobretudo Paul Pierson), tomando como referência de análise as especificidades da experiência histórica numa sociedade arcaica particular: os melanésios descritos por Malinowski no início do Século XX. Ao tratarmos de uma sociedade arcaica como a melanésia, o mais importante é analisar o modo como esses nativos atribuem sentido mitológico à sua realidade histórica, pois essa é, sem dúvida, uma das principais características da experiência histórica em sociedades arcaicas.

Palavras-chave: Melanésia. História. Mitologia. Dependência de trajetória.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/irei.2017.32024

Direitos autorais