Teorias que Libertam: narrativas de intelectuais brasileiros sobre engajamento em Direitos Sexuais

Bruno Dallacort Zilli

Resumo


Este artigo examina narrativas de profissionais sobre suas trajetórias intelectuais,interseccionadas por questões ligadas à equidade de gênero e direitos sexuais. O objetivoé descrever e entender as gramáticas emocionais que informam os discursos relativos aosengajamentos em questões políticas e intelectuais nessas temáticas. O papel das emoções napolítica é discutido no contexto da antropologia das emoções, focando na relação discursivaentre emoções, cognição e escolhas profissionais.

Palavras-chave: Gênero. Sexualidade. Emoções.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/irei.2017.30397

Direitos autorais