Apresentação: Dossiê Representação, Participação e Intermediação

Paulo D'vila Filho, José Eduardo Szawko, Wagner Romão

Resumo


O tema da participação política no Brasil e sua inserção acadêmica, como um objeto próprio de pesquisa, se confundem com os marcos da Constituição Federal de 1988. Ali o processo de redemocratização ganha seus contornos projetivos aos olhos de um legislador preocupado com o adensamento das articulações entre sociedade e Estado. O tema da participação já aparecia antes, porém, subsumido em meio aos estudos de movimentos sociais, percebidos como antagonistas da ditadura militar.  Se as primeiras experiências participativas de corte popular datam da segunda metade dos anos 1970 (Szwako, 2012), somente nos anos 1990, sob o impacto da transição para a democracia e da nova constituição, aparecerão estudos acadêmicos sobre conselhos de políticas públicas – especialmente no campo da saúde e sobre as primeiras experiências de Orçamento Participativo.

Palavras-chave: representação. partipação. intermediação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/irei.2015.18059

Direitos autorais