Entre mediações e (re) configurações: a trajetória do Fórum de Agricultura Familiar

Carla Michele Rech

Resumo


O objetivo desse artigo é apresentar resultados da investigação sobre uma experiência de participação social e gestão de políticas públicas voltadas ao meio rural no extremo sul do Brasil. Trata-se de um estudo de caso realizado junto ao Fórum de Agricultura Familiar da região sul do Rio Grande do Sul, criado em 1995, e que, a partir de 2004, adquiriu uma interface socioestatal. Partimos do pressuposto de que os processos de gestão local e participação cidadã envolvem uma complexidade de fenômenos que, de forma relacional, configuram as relações entre os agentes, muitos deles promovidos por processos de mediação social. Essas relações geram interdependências multidimensionais que se complexificam com a aproximação do Estado e implantação de políticas públicas. Os resultados demonstram que a capacidade de adaptação do Fórum aos diferentes contextos político-institucionais e ação de mediadores tem permitido sua manutenção e efetividade do processo de participação social.

Palavras-chave: participação. mediação social. agricultura familiar.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/irei.2015.18046

Direitos autorais