Iniciativas socioculturais para a preservação do meio ambiente na Ilha Grande, RJ

Cynthia Caroline Espirito Santo Cavalcante, Thereza Cristina de Almeida Rosso, Ricardo Gomes Lima

Resumo


As zonas costeiras brasileiras e a Mata Atlântica são consideradas patrimônio nacional. Constituem-se em ecossistemas dotados de características biofísicas e sócio-ambientais específicas que lhes conferem importância estratégica em termos de políticas públicas e desenvolvimento sustentável. Esta é a realidade da Ilha Grande, em território fluminense que, ao longo dos últimos anos, transformou-se de área de segurança nacional em área de preservação ambiental. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, tem função de destaque na conservação desse ambiente, sendo o Ecomuseu Ilha Grande indutor na condução desse processo. Um ecomuseu é um tipo de museu em que o território e o ambiente onde se situa, as pessoas que ali vivem, suas histórias e os conhecimentos locais são tão importantes quanto os objetos materiais e documentos que fazem parte de seu acervo. O Ecomuseu Ilha Grande tem como um dos seus objetivos envolver a comunidade local no conhecimento e preservação deste patrimônio ambiental. Para isso, lança mão de diversas estratégicas. Uma delas é o desenvolvimento de jogos e atividades educativas. As ações realizadas e aqui representadas incluem: concurso de fotografia em comemoração ao Dia Mundial da Água; jogos de quebra cabeça oriundos das fotografias vencedoras dos concursos; jogo da memória de conteúdo científico sobre a flora local; oficina de cianotipia elaborada por ocasião da 9º. Primavera de Museus.

Palavras-chave


Museu do Meio Ambiente, cultura, Ilha Grande

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2017.26171


ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ