Elaboração do Diagnóstico Rápido Participativo (DRP) Para o Projeto PLANTAR – Plano Técnico de Articulação de Rede de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, no Município do Rio de Janeiro-RJ

Sandra Rabello, Conceição Ramos de Abreu

Resumo


Objetivos: Trata-se de um relato de experiência, cujo objetivo é descrever a participação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ na aplicação do questionário do projeto piloto PLANTAR, pela metodologia do Diagnóstico Rápido Participativo. Metodologia: O projeto PLANTAR - Plano Técnico de Articulação de Rede de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa tem como metodologia integrar políticas para construção de uma agenda comum de trabalho entre governos, sociedade civil e governos internacionais, por intermédio da aplicação de seis questionários que permitem coletar dados sobre a população idosa local e levantar as condições das políticas públicas voltadas para pessoas idosas. Resultados: Foi identificada necessidade de investimentos no projeto, nas áreas de capacitação de pessoal, em recursos didáticos, em informativos à população através da mídia, e em maior participação das organizações não governamentais. Conclusões: o município do Rio de Janeiro possui uma rede de serviços, mas ela não está articulada, o que dificulta uma atuação eficaz.


Palavras-chave


Rede Socioassistencial; Pesquisa; Diagnóstico Participativo; Políticas Sociais Públicas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2010.2578

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ