Levantamento Parasitológico dos Moradores do Entorno do Aterro Sanitário de ltaoca - SG

Douglas de Souza Pimentel, Glauber Almeida de Lemos, Anderson Garcia da Costa, Ellen Serri da Motta, Leandro Matos Pereira da Silva, Luciana da Silva Ormond, Luciana Ribeiro Leda

Resumo


O aterro sanitário de !taoca, São Gonçalo,situa-se em uma área de,manguezal pertencente à Área de PreservaçãoAmbiental (APA) deGuapimirim, recebendo diariamentetoneladas de lixo. A região sofre grandeimpacto ambiental, determinandouma baixa qualidade de vida e a disseminaçãode doenças, como asparasitoses intestinais que afetamprincipalmente as crianças. Em vistadisto, torna-se necessário realizar olevantamento parasitológico da população,bem como buscar dados relativosaos dípteros muscoides existentesno local e analisar a água que os moradoresconsomem. Para tal, organizaram-se atividades como cadastramentoda comunidade, coleta e identificaçãodas moscas, análise microbiológicada água e exame de fezes.Foram realizados 70 exames, dos quais83% foram positivos. OS enteroparasitasmais encontrados foramAscaris lumbricoides e Trichuristrichiura. A partir dos dados obtidos,nota-se um alto índice de parasitosesintestinais devido às precárias condiçõeseconômicas, sociais e culturais dacomunidade.

Palavras-chave


aterro sanitário; análise parasitologica; comunidade carente

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ