ANÁLISE DO RELATÓRIO AMBIENTAL PRÉVIO (RAP) DO SHOPPING BARIGUI (CURITIBA/PR) COM BASE NOS PRINCÍPIOS DO PLANEJAMENTO DA PAISAGEM

Laura Freire Estêvez, João Carlos Nucci

Resumo


DOI: 10.12957/geouerj.2015.9832

 

O Planejamento da Paisagem aplicado ao meio urbanizado tem como um dos princípios a manutenção ou melhoria da qualidade ambiental urbana, que pode ser diminuída com a crescente instalação de empreendimentos na cidade. Para avaliar os impactos ambientais desses empreendimentos antes da sua instalação, o Estatuto da Cidade (BRASIL, 2001) instituiu o Estudo Prévio de Impacto de Vizinhança - EIV. O Município de Curitiba realiza estudos de impactos ambientais de empreendimentos e suas atividades desde 1997 com o estabelecimento do Relatório Ambiental Prévio – RAP (CURITIBA, 1997). O objetivo do trabalho foi o de analisar o RAP do Shopping Barigui (Curitiba, PR) com base nos princípios do Planejamento da Paisagem e com isso fornecer subsídios para a reflexão sobre a possibilidade de um planejamento urbano que considere a qualidade ambiental. Para a avaliação do RAP foram definidos critérios e parâmetros, com base nos estudos de Qualidade Ambiental Urbana (NUCCI, 1996), nos estudos sobre cidades saudáveis da Organização Mundial da Saúde e em princípios da Flor da Permacultura. Os critérios definidos foram: Espaços Livres, Cobertura Vegetal, Verticalidade das Edificações, Usos Potencialmente Poluidores, Estilos de Vida Saudável e Pegada Ecológica. Apesar de tratar sobre alguns impactos ambientais negativos de forma superficial, o RAP não contemplou a grande maioria dos impactos ambientais negativos relacionados à Qualidade Ambiental Urbana e, mesmo assim, forneceu diagnóstico favorável ao empreendimento. Esse diagnóstico foi aceito pelo poder público que permitiu a instalação do empreendimento, que resultou em diminuição da qualidade ambiental urbana.


Palavras-chave


Qualidade ambiental urbana; Planejamento da Paisagem; Estudo Prévio de Impacto de Vizinhança; Curitiba.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2015.9832



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons