DELIMITAÇÃO ESPACIAL DE UMA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO: O CASO DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO VACACAÍ-MIRIM/RS

Dalvana Brasil do Nascimento, Eliane Maria Foleto

Resumo


DOI: http://dx.doi.org/10.12957/geouerj.2014.5710

A Área de Proteção Ambiental(APA)do Vacacaí-Mirimainda não foi instituída e está em processo de discussão. O objetivo geral deste trabalho é apresentar uma proposta de delimitação para a mesma, comparando à proposta de NASCIMENTO (2010). A partir do método dedutivo de pesquisa científica e da abordagem sistêmica buscou-se atingir tal objetivo por meio do conceito de paisagem, configurando-se como uma contribuição geográfica aos estudos ambientais. Os resultados demonstraram que os remanescentes de Mata Atlântica mais conservados na área de estudo encontram-se na unidade da paisagem Rebordo do Planalto. A delimitação propostaapresenta um formato mais adequado à conservação, diminuindo o efeito de borda sobre a vegetação e aumentando a abrangência da mesma, somando aproximadamente 88 km².


Palavras-chave


Unidades de Conservação. Área de Proteção Ambiental. Paisagem. Santa Maria. Itaara.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2014.5710



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons