Carta de Enchentes da Praça da Bandeira e Tijuca (RJ)

Fernanda de Oliveira Amante, Alexander Josef Sá Tobias da Costa

Resumo


O intenso desenvolvimento urbano das cidades acaba por gerar uma apropriação do meio ambiente fi'sico desordenada, tornando muitas vezes as condições ambientais dos núcleos urbanos em um elemento segregador. Inserido nesse contexto, os bairros da Grande Tijuca merecem destaque pela notória problemática ambiental gerada a partir do processo de
urbanização intenso da área, com ocupação e transformações inadequadas do ambiente
construído sobre o meio físico natural. A área de estudo do presente trabalho apresenta
ainda uma alta concentração populacional, tanto nas áreas de baixada, quanto nas encostas — áreas de favelas. Realiza-se, aqui, o mapeamento das áreas de inundação pelas ruas dos bairros Praça da Bandeira e Tijuca, vias que interligam a Zona Norte ao Centro e à Zona Sul da cidade. Para isso, buscou-se o enfoque na população, sendo verificada a grande importância da utilização da percepção ambiental da população local como instrumento fundamental na gestão do meio ambiente urbano.


Palavras-chave


Percepção ambiental; carta de enchentes; desenvolvimento local e integrado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2002.49157



Direitos autorais 2020 Fernanda de Oliveira Amante, Alexander Josef Sá Tobias da Costa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons