A Presença da Habitação Verticalizada na Paisagem Urbana Brasileira

Julio Cesar de Lima Ramires

Resumo


Este artigo objetiva descrever o processo de verticalização para uso residencial nas cidades brasileiras. Ao longo do tempo esse processo atingiu ritmo e magnitude que colocam algumas cidades numa posição de destaque no que se refere ao crescimento vertical. São Paulo, por exemplo, é a cidade mais verticalizada da América Latina. A difusão do consumo do apartamento pela sociedade brasileira processou-se através da sua aceitação pela classe média e as de maior poder aquisitivo. Verificou-se nos anos 40/50 a construção de conjuntos habitacionais verticalizados para as camadas populares, mas tal processo não ganhou expressividade nas décadas posteriores. Nas últimas décadas os condomínios verticalizados fechados passaram a integrar a paisagem urbana brasileira, especialmente nas grandes cidades nas quais a criminalidade e a violência atingem níveis críticos.


Palavras-chave


Verticalização; Habitação; Paisagem Urbana.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2001.49125



Direitos autorais 2020 Julio Cesar de Lima Ramires

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons