O QUE AS GEOGRAFIAS DA GLOBALIZAÇÃO ENSINAM

Pedro Geiger

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2012.4816

 

Resumo

Indaga-se quanto à natureza da globalização, dela ser um ciclo conjuntural estruturado no capitalismo, ou, a de ser uma transição para uma nova estrutura econômica e social. Aponta-se para as mudanças nas relações sociais de produção que acompanham os progressos da evolução tecnológica da base produtiva, destacando a ascensão da classe dos gestores do capital, os executivos, ou capitalistas assalariados e as sua relação com a Universidade. A geografia é apresentada como integrante das diversas instâncias, inclusive da base produtiva, e também expressa profundas transformações a exemplo da ascensão dos grandes emergentes na hierarquia dos Estados. O adensamento da movimentação de mercadorias no Pacífico Norte passou a superar a do Atlântico Norte. A escala geográfica ganha novos sentidos com a expansão da chamada economia virtual. Ao lado de economias nacionais de dimensão continental e subcontinental, desenvolveram-se cidades Estados, cidades ilha, como paraísos fiscais. Outro dilema presente se refere a opções entre crescimento e ambientalismo.

Palavras chave: globalização, acontecimento e necessidade, conjuntura e estrutura, capitalista assalariado, crescimento e ambientalismo, escalas geográficas da globalização.

Abstract.

The nature of globalization is questioned. Is it a conjuncture cycle in the capitalist structure, or is it more than this, a transition to a new kind of economic and social structure? One points to changes occurring in the social relations of production which accompanies the evolution of the technical progresses, as for instance, the ascension of the class of executives, or the wage capitalists and to their relations with the Universities. The geography is presented as a product related to all the instances, and also presents deep changes, as for example, the ascension of the large emergent States in the world hierarchy, or in the fact that the density of shipping in the Pacific North is now higher than in the Atlantic North. Geographic scale acquires new significance with the development of the virtual economy: beside the large national economies of a continental or sub-continental dimension, one sees city states, or city islands playing the role of fiscal paradises. The globalization geographies are also worsening some dilemmas, as to the options between growth and environment.

Key words: globalization, happening and necessity, conjuncture and structure, wage capitalists, growth and environment, geographical scales of globalization.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2012.4816



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons