O CLIMA URBANO COMO RISCO CLIMÁTICO: CONTRIBUIÇÃO DA GEOGRAFIA DO CLIMA AOS ESTUDOS SOBRE OS CLIMAS DAS CIDADES / URBAN CLIMATE AS A CLIMATE RISK: CONTRIBUTION OF CLIMATE GEOGRAPHY TO STUDIES ABOUT CITIES 'CLIMATES

Lindberg Nascimento Júnior

Resumo


Desde o século XVII, estudos sobre os impactos do clima em áreas urbanas são vistos como manifestação adversa, evidenciando desde então o clima urbano como um problema clássico na climatologia geográfica. Interpretado enquanto derivação ambiental, o clima urbano atualmente contempla questões urbanas e ambientais do ponto de vista único, e promove uma leitura que transforma o fenômeno natural em problema social. O objetivo do texto é oferecer uma discussão de como o clima urbano também pode ser interpretado como uma construção social. Amparado na abordagem da geografia do clima, a proposta indica mudanças nas perguntas de partida, combinando na leitura a discussão do conceitos de clima, de cidade e de risco. O estudo foi aplicada à cidade de Santos, no litoral paulista, e os resultados indicam que o clima urbano santista acontece muito mais pela relativização e seletividade dos perigos naturais, do que pela disposição das suscetibilidades naturais do sítio urbano. São às formas-conteúdo e espaçotemporalidades de suporte, mitigação e superação construídos no decorrer do desenvolvimento histórico, que organizam a cidade em diferentes níveis de vulnerabilidade e exposição à desastres naturais, e que auxiliam na qualificação do clima urbano como risco climático, ou seja, em construção social. 


Palavras-chave


Desastres naturais; áreas urbanas; clima costeiro; mundo tropical

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2018.36827



Direitos autorais 2018 Lindberg Nascimento Júnior

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons