RELIGIÕES NO BRASIL E RELAÇÕES INTERNACIONAIS NO SÉCULO XXI

Alberto Pereira dos Santos

Resumo


DOI: 10.12957/geouerj.2015.3323

 

Após o fim da Guerra Fria com a desintegração da União Soviética que representava o perigo do “bloco comunista”, os paradigmas predominantes no estudo das Relações Internacionais entraram em crise. Desde o Tratado de Paz de Westfália (1648) o poder religioso havia sido marginalizado nas análises do poder no espaço internacional. Contudo, um novo “inimigo” para o “Ocidente”, o Islamismo, despertou a atenção de estrategistas em política externa dos Estados Unidos. Nesse contexto, a religião passou a ser considerada como elemento de análise nas relações internacionais. Esta reflexão livre busca contribuir para o debate acerca do papel da religião nas relações internacionais e sobre o papel do Brasil neste cenário no século XXI.


Palavras-chave


relações internacionais; religiões; geopolítica; Brasil; geoética do apoio mútuo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2015.3323



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons