A PARTICIPAÇÃO DOS INVESTIMENTOS CHINESES NO PROCESSO DE REESTRUTURAÇÃO DO TERRITÓRIO FLUMINENSE / THE PARTICIPATION OF CHINESE INVESTMENTS IN THE PROCESS OF RESTRUCTURING THE FLUMINAN TERRITORY

Thiago Jeremias Baptista

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2017.32067

O aumento na circulação dos fluxos de investimentos externos diretos (IED) nas últimas décadas implicou um salto, de aproximadamente, US$ 650 bilhões, ao final da década de 1990, para US$ 1,76 trilhão, em 2015. Nesse contexto, o Brasil se destacou pelo aumento do influxo de investimentos externos diretos em seu território. Na esteira da ampliação do influxo de IED no país, um fenômeno recente vem se revelando, e consiste na ampliação dos investimentos chineses no território nacional. Esse processo exige uma reflexão acerca da internacionalização do capital, da desregulação dos fluxos financeiros e da abertura econômica do país orientada pelo neoliberalismo. Neste sentido, o artigo se volta a identificar o volume de investimentos chineses no território nacional entre 2007-2016, assim como a evidenciar a inserção do território fluminense nesse processo, haja vista que no período compreendido pelos anos 2010-2016, o estado do Rio de Janeiro recebeu, aproximadamente, US$ 21,9 bilhões em investimentos oriundos daquele país asiático, o que resultou na implantação de dez projetos nos setores de energia, siderúrgico, ferroviário, infraestrutura, automotivo e de informática.


Palavras-chave


reestruturação; território fluminense, investimentos externos diretos, investimentos chineses, investimentos no Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2017.32067



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons