HOMICÍDIOS NA BAIXADA FLUMINENSE: ESTADO, MERCADO, CRIMINALIDADE E PODER / HOMICIDES IN THE BAIXADA FLUMINENSE: STATE, MARKET, CRIME AND POWER

André Rodrigues

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2017.32058

Este artigo tem por finalidade abordar dinâmicas recentes dos homicídios na Baixada Fluminense, em articulação com fatores de longa duração e estruturais na história dessa região. A metodologia empregada na análise conjuga, assim, a leitura de interpretações históricas sobre a formação política da região e uma pesquisa qualitativa realizada ao longo de ano de 2016. Pretendemos mostrar as relações entre os modos de atuação dos principais grupos criminosos que atuam na Baixada e os homicídios. Um aspecto importante da análise proposta é o modo pelo qual a violência letal é empregada como fator de base para a operação de mercados ilegais dos quais participam, em escala considerável, agentes do Estado, tanto policiais quanto parlamentares e membros do Judiciário. Essa rede criminosa que se organiza em torno dos homicídios consiste no que chamamos aqui de clientelismo homicida.


Palavras-chave


homicídios, Baixada Fluminense, violência, política, clientelismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2017.32058



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons