UMA ANÁLISE DA VULNERABILIDADE SOCIAL DAS MICRORREGIÕES GEOGRÁFICAS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, BRASIL / SOCIAL VULNERABILITY ANALYSIS BY MICROREGIONS IN THE STATE OF MINAS GERAIS, BRAZIL

Letícia Parreira Oliveira, Eduarda Pires Valente da Silva Marques da Costa, Vitor Ribeiro Filho

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2017.29321

As discussões sobre a vulnerabilidade social no contexto brasileiro são essenciais para se entender tal problemática na conjuntura contemporânea, uma vez que os debates sobre políticas públicas e sua efetivação na promoção de equidade social vêm recebendo visibilidade. Dessa maneira, a análise dessas disparidades no recorte regional, sob a perspectiva das condições de vida das pessoas, pode contribuir para apoiar as tomadas de decisões dos governantes com vista a uma melhor distribuição territorial dos recursos. Assim, o presente trabalho tem como objetivo elaborar uma análise da vulnerabilidade social nas 66 microrregiões do Estado de Minas Gerais, por meio da apresentação de uma tipologia de territórios construída com 20 indicadores organizados em 5 dimensões de análise. Com uma população estimada de cerca de 21 milhões de pessoas, o estado é o quarto maior, com aproximadamente 587 km² (IBGE, 2010). A metodologia perpassa pela selecção de indicadores que determinam a vulnerabilidade social por meio dos dados de 2010 no IBGE, PNUD, DATASUS, a que se aplicou uma análise factorial de componentes principais e posterior análise de clusters. Os resultados permitem identificar as disparidades regionais e classificar em grupos as microrregiões de Minas Gerais, de acordo com o seu perfil de vulnerabilidade social. Nota-se que os valores menos favoráveis são encontrados no norte do estado e os melhores nos locais mais urbanizados e com melhores indicadores de prestação de serviços públicos.


Palavras-chave


Vulnerabilidade social; Microrregião Geográfica, Minas Gerais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2017.29321



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons