COMUNIDADES TRADICIONAIS, IDENTIDADE TERRITORIAL E MEMÓRIA: A TESSITURA DO PASSADO COMUM / TRADITIONAL COMMUNITIES, TERRITORIAL IDENTITY AND MEMORY: THE TEXTURE OF A COMMON PAST

Maria del Carmen Matilde Huertas Calvente

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2017.24648

Como objetivo, este artigo procura trazer reflexões sobre a memória coletiva para a compreensão do conceito de identidade e, a partir daí, de identidade territorial, em relação aos lugares de vivência das populações tradicionais, com um estudo de caso no Município de Ilhabela, Estado de São Paulo, Brasil, no bairro/praia do Curral, mediante entrevistas e análise da memória em relação ao lugar. Utilizando-se observação, análise das entrevistas e discussão teórica, entende-se que a memória coletiva, construindo a memória individual do passado comum, nas populações tradicionais, é fundamental para a identidade territorial e pode permitir passar de uma identidade de resistência para uma identidade de projeto, na ideia da riqueza cultural trazida pela sociodiversidade.


Palavras-chave


Identidade Territorial – Memória – Populações Tradicionais – Ilhabela/SP/Brasil– Resistência X Projeto

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2017.24648



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons