GEOMORFOLOGIA E ÁREAS DE EXPANSÃO URBANA DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS-PE: UMA ABORDAGEM ESPAÇO-TEMPORAL DOS EVENTOS MORFODINÂMICOS PARA O PLANEJAMENTO TERRITORIAL

Renata Nunes Azambuja, Antonio Carlos de Barros Corrêa

Resumo


O fenômeno de expansão urbana sobre cidades de pequeno e médio porte no Brasil tem conferido aos diversos ambientes geomorfológicos mudanças notáveis em seu funcionamento e limites de ruptura, promovendo respostas rápidas, diretamente sobre a estabilidade da paisagem. Este trabalho se propõe a analisar sobre uma perspectiva espaço-temporal, mudanças ocasionadas pelo uso da terra ao longo de mais de quatro décadas ocorridas no município de Garanhuns-PE. Com visitação reconhecimento e interpretação do significado da dinâmica processual atual, o mapeamento morfodinâmico em escala espaço-temporal, ensejou reconhecer diversos processos superficiais relacionados à topografia, estrutura lito-pedológica e cobertura vegetal. A sedimentologia e mineralogia dos materiais analisados demonstrou que o processo de erosão e transporte, em curto prazo, tem favorecido um acúmulo de depósitos de textura grossa e inversão do relevo em setores de baixa encosta a partir da formação de novos knickpoints. Assim foi possível estabelecer uma forte relação entre atividades antrópicas e o aumento da sensitividade da paisagem, sobretudo, quando relacionada a modificações no sistema climático, operando em diversas escalas de tempo.


Palavras-chave


Mapeamento morfodinâmico; Propriedade dos solos; Ação antrópica, Planalto da Borborema; análise espaço-temporal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2015.16739



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons