POLÍTICAS PÚBLICAS, AGROECOLOGIA E AGROEXTRATIVISMO NOS ASSENTAMENTOS RURAIS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES, REGIÃO SUDOESTE MATO-GROSSENSE

Maurício Ferreira Mendes, Sandra Mara Alves da Silva Neves, Ronaldo José Neves

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2016.16576

O texto objetivou-se discutir como as políticas públicas, a agroecologia e o agroextrativismo contribuem para a segurança alimentar e nutricional das famílias camponesas do município de Cáceres/MT, além de destacar a importância destes instrumentos na apropriação e fortalecimento dos camponeses frente à chegada da cana-de-açúcar, expropriação de terras e a pressão dos grandes latifundiários em torno dos assentamentos do município. Os procedimentos metodológicos adotados foram: pesquisa bibliográfica, visando subsidiar teoricamente as análises efetuadas; coleta de dados e informações nos órgãos públicos; além de trabalho de campo. As experiências concretas em agroecologia do município de Cáceres contribuem diretamente para o bem-estar das famílias camponesas, gerando renda e segurança alimentar e nutricional, uma vez que são produzidos alimentos de qualidade e em quantidade suficiente para o sustento familiar e comercializado os excedentes. O sucesso deste modelo está na relação harmoniosa com a natureza, ao contrário do modelo de desenvolvimento dominante no Brasil que se apoia sobre um modo de produção que necessita cada vez mais destruir os recursos naturais, de consumir mais produtos, contaminando o ambiente com os defensivos agrícolas utilizados na produção da agricultura convencional.


Palavras-chave


Agricultura familiar camponesa. Políticas públicas. Segurança alimentar e nutricional. Geração de renda. Mato Grosso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2016.16576



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons