O BAIRRO NA PEQUENA CIDADE: PARA ALÉM DA IDENTIDADE, O CONFLITO

Vicente de Paulo da Silva

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2016.16483

 

Este artigo visa a discutir as relações de convivência em pequenas cidades, a partir da construção, nos diferentes sentidos, denominada bairro e como essa complexa construção, por vezes, exerce importante papel na vida de seus moradores os quais se identificam e se reconhecem a partir desses espaços. Além disso, o simples fato de viver num determinado bairro pode contribuir para isolar e estigmatizar moradores de outros bairros quer seja por questões estritamente econômicas ou, de forma menos compreensível, pelo fato de o indivíduo ser um novo morador vindo de outro bairro ou de outra cidade. Os conflitos que se estabelecem são de diferentes ordens, mas não menos violentos que situações vividas em cidades maiores. A não aceitação de um novo morador se constitui em uma agressão ao direito de ir e vir de todo cidadão e remete à questão colocada por Armando Correa da Silva (1986), quando nos referimos ao bairro ou à cidade, “de quem é o pedaço?”.


Palavras-chave


Pequenas cidades; Bairro; Conflitos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2016.16483



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons