ESTUDO DO RELEVO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO IBICUÍ COM BASE EM PARÂMETROS MORFOMÉTRICOS - OESTE DO RIO GRANDE DO SUL

Anderson Augusto Volpato Sccoti, Luis Eduardo de Souza Robaina, Romario Trentin

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2016.15110

Este trabalho utiliza técnicas de geoprocessamento e análise digital para determinar as unidades morfológicas que ocorrem na Bacia Hidrográfica do rio Ibicuí (BHRI), principal curso d’água do oeste do Rio Grande do Sul (RS), com área de 46.602,58 km2. A análise morfométrica foi realizada a partir de um modelo digital de elevação, construído através de uma base vetorial na escala 1:50.000 e de imagens de radar (SRTM – Shuttle Radar Topography Mission). Para classificar e caracterizar as diferentes unidades foram analisados os dados sobre hipsometria e atributos das encostas como declividade, amplitude, perfil e plano de curvatura. As unidades foram divididas em: áreas planas; colinas suaves; morrotes isolados; colinas; lineamento de morros e morrotes e colinas de altitude.


Palavras-chave


Unidades morfológicas; Geomorfometria; Bacia do Rio Ibicuí

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2016.15110



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons