A HABITAÇÃO SOCIAL NA ATUALIDADE NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA/PR

Fabiana Alves Monteiro

Resumo


Doi: 10.12957/geouerj.2015.14454

 

Esse artigo analisa a questão da Habitação Social na Região Metropolitana de Curitiba na atualidade, retratando que medidas o poder público tem tomado para enfrentar a falta/precariedade de moradias nas camadas de baixa renda da população. Inicialmente tece algumas considerações a respeito do crescimento populacional da RMC nas últimas décadas, que resultou numa série de problemas sociais e ambientais e apresenta as características da atual Política de Habitação do Paraná, que tem como base a Política Nacional da Habitação que se propõe mais justa e eficiente. A partir disso apresenta o cenário resultante da parceria do governo federal com o estado e os municípios da RMC, através dos dois principais programas voltados à população mais pobre, o Programa de Urbanização de Assentamentos Precários e o Programa Minha Casa Minha Vida (faixa 1). Dessa forma, afirma de modo preliminar que estes programas têm provocado transformações no interior da RMC, como novas dinâmicas populacionais, embora essas transformações não estão sendo suficientes para resolver a questão da falta de moradias para a população mais pobre, além de que os “benefícios” trazidos são altamente questionáveis.

Palavras-chave


Crescimento populacional; transformações; políticas públicas; habitação; déficit habitacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2015.14454



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons