INFLUÊNCIA DA RESOLUÇÃO DO MODELO DIGITAL DE ELEVAÇÃO NA DETERMINAÇÃO DO ÍNDICE TOPOGRÁFICO DE UMIDADE E NA CAPACIDADE DE PREDIÇÃO DOS TEORES CARBONO ORGÂNICO DO SOLO

Viviane Capoane, Tales Tiecher, Jimmy Walter Rasche Rasche Alvarez, André Pellegrini, Gilmar Luiz Schaefer, Leonardo José Cordeiro Santos, Danilo Rheinheimer dos Santos

Resumo


Doi: 10.12957/geouerj.2015.13452

 

Neste trabalho foram gerados Modelos Digitais de Elevação (MDE’s) utilizando dados altimétricos de duas fontes; carta topográfica na escala 1:50.000 e, levantamento altimétrico com um aparelho de posicionamento cinemático em tempo real (RTK) na escala 1:10.000. O objetivo foi investigar a dependência da escala na determinação do índice Topográfico de Umidade (ITU) para uma bacia hidrográfica do planalto do Rio Grande do Sul e, avaliar o potencial deste índice em discretizar os teores de Carbono Orgânico Total (COT) do solo. O efeito das diferentes resoluções sobre a distribuição espacial do ITU foi avaliada por meio de estatística descritiva. A análise entre os teores de carbono e estoque de carbono nos 57 pontos de amostragem de solo com os valores do índice topográfico de umidade foi feita por correlação linear. Os resultados obtidos comprovam que a utilização de MDE’s gerados com dados altimétricos de baixa resolução espacial são inadequados para discretizar às áreas com maior probabilidade de atingirem o estado de saturação hídrica, devido, principalmente, as limitações de acurácia posicional e vertical. A utilização de MDE’s gerados com dados altimétricos mais refinados, RTK, discretizou satisfatoriamente às áreas propensas à saturação hídrica. Os coeficientes de correlação entre o COT e estoque de carbono com os valores do ITU gerado com dados do RTK foram estatisticamente significativos, comprovando o grande potencial deste índice na predição dos teores de carbono nas cinco camadas de solo avaliadas e do estoque de C até 60 cm para a bacia hidrográfica estudada.

Palavras-chave


Resolução; Atributos Topográficos; Áreas Úmidas; Carbono.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2015.13452



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons