“VERSALHES NÃO TEM BANHEIROS!” AS VOCAÇÕES DA GEOGRAFIA CULTURAL

Paulo César da Costa Gomes da Costa Gomes

Resumo


Os caminhos da Geografia Cultural são inúmeros e diferentes, sendo possível combinar objetos muito distintos entre si, mas unidos em termos de significado.O palácio de Versalhes aparece como uma referência para, ao ser comparado com outros objetos, possibilitar algumas reflexões sobre a vocação da Geografia Cultural. A ausência de banheiros em Versalhes e os apartamentos de classe média com dependências para empregada são objetos de interpretação, reportando a culturas distintas que o olhar geográfico pode captar.


Palavras-chave


Versalhes, banheiros, apartamentos, dependências de empregada

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/espacoecultura.2008.6146

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Periódico Espaço e Cultura
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com