A GEOGRAFIA HUMANISTA: UMA REVISÃO

Werther Holzer

Resumo


HÁ VINTE ANOS, EM JULHO DE 1976, O “ANNAS OF THE ASSOCIATION OF AMERICAN GEOGRAPHERS” PUBLICAVA O ARTIGO “HUMANISTIC GEOGRAPHY” DE YI-FU TUAN. ESTE TRABALHO É COMO QUE UMA DECLARAÇÃO DE INDEPENDÊNCIA DE UM MOVIMENTO QUE VINHA SENDO GESTADO HÁ MAIS DE DEZ ANOS E QUE, NAQUELE MOMENTO, ASSUMIA A FEIÇÃO DE UM CAMPO DISCIPLINAR DISTINTO DENTRO DA GEOGRAFIA NORTE-AMERICANA. É A ESTE MARCO QUE SE REFERE O TÍTULO DESTE TRABALHO, MAS SEU PLANO É UM POUCO MAIS AMBICIOSO. O QUE PRETENDO AO LONGO DAS PÁGINAS SEGUINTES É ME REPORTAR AO SURGIMENTO DA IDÉIA DE UMA GEORAFIA HUMANISTA, SUA CONSOLIDAÇÃO COMO CAMPO DISCIPLINAR DISTINTO NAS DÉCADAS DE 70 E 80 E, FINALMENTE, SUAS RELAÇÕES SEMPRE PRESENTES, ENOS ÚLTIMOS ANOS MAIS ESTREITAS, COM A GEOGRAFIA CULTURAL E A GEOGRAFIA HISTÓRICA.


Palavras-chave


CULTURA; GEOGRAFIA

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/espacoecultura.2008.6142

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Periódico Espaço e Cultura
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com