O SAGRADO É DIVINO, A RELIGIÃO É DOS HOMENS: TERRITÓRIOS CULTURAIS E FRONTEIRAS SIMBÓLICAS, A INTOLERÂNCIA RELIGIOSA NA CONTEMPORANEIDADE

AUREANICE CORRÊA

Resumo


NO PRESENTE TEXTO OBJETIVAMOS APRESENTAR UMA REFLEXÃO INICIAL SOBRE O MOVIMENTO SOCIAL CRIADO NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO NO ANO DE 2008 COMO REAÇÃO A AÇÕES DE INTOLERÂNCIA RELIGIOSA. ESTAS AÇÕES OCORRIAM (E AINDA OCORREM) ESTABELECENDO DOIS CAMPOS DE FORÇAS: DE UM LADO TEMOS OS EVANGÉLICOS E DO OUTRO, DISTINTAS RELIGIÕES COMO ISLÂMICOS, JUDEUS, CATÓLICOS, HAREKRISHNAS, CIGANOS ENTRE OUTROS CAPITANEADOS POR CANDOMBLECISTAS E UMBANDISTAS. O ENCONTRO ENTRE ESTES GRUPOS REVELA UMA DISPUTA PELO ESPAÇO DA CIDADE COMO GARANTIA DA LIBERDADE DE PROFESSAR SEU CREDO TAL QUAL REZA A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA, SEMIOGRAFANDO COM ESTRATÉGIAS/TERRITORALIDADES ENGENDRADAS COLETIVAMENTE EM TERRITÓRIOS CULTURAIS NA CIDADE CONTEMPORÂNEA.


Palavras-chave


INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, MOVIMENTO SOCIAL, TERRITORIALIDADES

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Periódico Espaço e Cultura
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com