A FÉ E A CORDA DA VIDA: O NOVO MUNDO E AS TERRITORIALIDADES/ESTRATÉGIAS DE CONSTITUIÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE DO TERRITÓRIO

Aureanice de Mello Corrêa

Resumo


Sob a perspectiva geográfica cultural e, norteados pelo procedimento metodológico de Comunidade de Destino, estabelecemos no presente texto um caminho possível para a compreensão da estratégia/ territorialidade engendrada na luta pela vida e permanência do território-terreiro, dos laços familiares constituídos a partir da prática cultural-religiosa-social - o Candomblé - nesse novo mundo. Novo mundo que se reterritorializa diante do que está denominado como “Novo Normal”, que é realizado a partir do evento contemporâneo da pandemia que se instaura no ano de 2020 com a disseminação do Covid-19, conhecido também por “coronavírus”.


Palavras-chave


Território-terreiro; Territorialidade; Candomblé; Pandemia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/espacoecultura.2020.58734

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Periódico Espaço e Cultura
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com