LEITURAS DO PODER NA TERCEIRA ERA DA TERRA-MÉDIA: UM ENSAIO BASEADO EM O SENHOR DOS ANÉIS

Rafael da Silva Nunes

Resumo


O imaginário se estabelece como um campo fértil para o pensamento das múltiplas relações existentes e experienciadas pela realidade humana. Questões associadas à discussão socioeconômica, física, biótica, política, entre outras, podem ser exploradas a partir de construções que possuem, por base, a imaginação. Neste caso, a literatura surge como um dos instrumentos de representação de realidades (des)conhecidas passíveis de serem lidas sob as múltiplas óticas supracitadas. A obra de J. R. R. Tolkien intitulada de “O Senhor dos Anéis” se apresenta como um arquétipo de uma imaginação complexa na qual diferentes sociedades são apresentadas, relacionando-se interna e externamente de múltiplas maneiras. A obra, a partir da sua própria complexidade, apresenta-se como um excelente palco para o desenvolvimento de inúmeros ensaios sobre diferentes esferas que envolvem a própria percepção humana da realidade. Uma das esferas mais discutidas na obra de Tolkien refere-se à dinâmica do poder que pode ser observado na política entre as múltiplas sociedades existentes na Terra-Média.  Neste sentido, o objetivo do presente estudo é analisar, a partir dessa obra, como o poder é encarado por seus múltiplos personagens (e sociedades), bem como compreender que dinâmica possibilitou o surgimento do poder político na Terra-Média.


Palavras-chave


Senhor dos Anéis; poder; política; soberania

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/espacoecultura.2017.45375

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rede Sirius
© Periódico Espaço e Cultura

Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com