INTERFACES ENTRE ESPAÇO, GÊNERO E MARACATU-NAÇÃO

Larissa Lima de Souza

Resumo


Fundamentando-se nos referenciais da Geografia Cultural Renovada, bem como considerando contribuições de outras ciências sociais, o presente trabalho se debruça sobre a dinamicidade das Nações de Maracatu. Esta investigação almeja compreender geograficamente esta manifestação cultural com fortes vínculos religiosos, desvendando suas territorialidades, seus lugares e itinerários simbólicos, modificados historicamente, assim como as interfaces entre espaço e gênero em seu interior. A Geografia pode contribuir para a interpretação das realidades espaciais de mulheres e homens que encarnam o feminino no Maracatu-Nação, seja no batuque, na corte real, na sede, no cordão de catirinas ou na comunidade em que se situam os grupos.

Palavras-chave


Maracatu-Nação; Gênero; Espaço

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/espacoecultura.2015.29073

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Periódico Espaço e Cultura
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com