MULHERES NEGRAS, REMOÇÃO E ALINHAMENTOS DISCURSIVO: A VIDA NO BAIRRO CARIOCA DE TRIAGEM

Jéssica Mara Raul

Resumo


Este artigo integra uma investigação mais ampla que parte do questionamento sobre os efeitos das transformações ocorridas na cidade do Rio de Janeiro enfrentadas pelas famílias chefiadas por mulheres negras moradoras do bairro carioca de Triagem por consequência de sua remoção do Morro do Turano, procurando caracterizar suas estratégias de enfrentamento no decorrer desse processo. A partir do pensamento de que as remoções contribuem para precarizar as condições de sobrevivência das famílias faveladas, com maior prejuízo para as famílias chefiadas por mulheres negras, tendo como parâmetro sua desvantagem histórica proporcionada pela interseccionalidade de opressões de raça, gênero e classe, que coloca as mulheres negras em desvantagem histórica na busca pela efetivação da cidadania. Assim, a partir das falas das/os sujeitas/os, verificamos como estes se organizam para o enfrentamento dessa realidade, com o objetivo de observar como as práticas sociais se evidenciam nos discursos.


Palavras-chave


mulheres negras; Remoção; cidadania pelo consumo; Bairro Carioca de Triagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/espacoecultura.2015.29072

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rede Sirius
© Periódico Espaço e Cultura

Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com