MODOS DE LER MAPAS E SUAS POLÍTICAS ESPACIAIS

Gisele Girardi

Resumo


Mapas são produções culturais que apresentam lugares a partir de referências de localização e orientação no e do mundo. Entendê-los deste modo desafia os cânones da cartografia moderna, mas abre possibilidades de ampliar o entendimento deste modo de expressão e das imaginações espaciais que propõem e que os sustenta. Aplicam-se duas abordagens de leitura de mapas da cartografia crítica a uma obra cartográfica de grande circulação em Vitória – Espírito Santo – Brasil: a abordagem de ator-rede baseada em Perkins (2006) e a do paramapa (Wood e Fels, 2008). Estas abordagens oferecem elementos para compreensão de como os mapas produzem e são produzidos por políticas espaciais.

Palavras-chave


imagens cartográficas; cartografia crítica; leitura de mapas; política espacial; geografia contemporânea.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/espacoecultura.2014.19960

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rede Sirius
© Periódico Espaço e Cultura

Rua São Francisco Xavier, 524, bloco B, sala 4.007, 4° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0343

E-mail: espacoecultura@gmail.com