A Odisseia de Penélope

Elis Crokidakis Castro, Sandra Verônica Vasque Carvalho de Oliveira

Resumo


 

RESUMO: Na pós-modernidade, a Odisseia é de Penélope e não de Ulisses. Revisitando o clássico de Homero, através da escritora Margaret Atwood, daremos voz à personagem que, se era antes secundária, agora é a principal do enredo. O objetivo desse trabalho é, assim, apresentar tal assertiva e as relações existentes entre os textos, mostrando como a antiguidade dialoga com os tempos atuais.

Palavras-Chave: Odisseia, Penélope, Pós-modernidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ellinikovlemma.2017.31384

Apontamentos

  • Não há apontamentos.