ALÉM DO DESEMBARQUE DA NORMANDIA: ESPIONAGEM, INTELIGÊNCIA E RESISTÊNCIA NA II GUERRA MUNDIAL

Raquel Anne Lima de Assis

Resumo


Este artigo analisa, em perspectiva comparada, aspectos da atuação dos serviços de inteligência e espionagem britânico e norte-americano na França durante a Segunda Guerra Mundial. Privilegiamos aqui a agência britânica Special Operations Executive (SOE), nascida em 1940, e a norte-americana Office of Strategic Service (OSS), surgida em 1941. Para isso analisaremos a chamada Operação ROOK, utilizando para tanto documentos oficiais produzidos pelo SOE e pelo OSS. O propósito da referida operação era destruir meios de comunicação e transporte, com ajuda de trabalhadores ferroviários, no sul da França, em preparação para o desembarque dos Aliados na Normandia (1944). Nestes registros se evidencia como a necessidade de apoio à resistência era parte estratégica para libertação do território francês.

 

Palavras-chave: Espionagem; resistência; Segunda Guerra Mundial.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Indexada em | Indexed by:

PPGH - Programa de Pós-Graduação em História

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9ºandar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013 - Tel. fax: (021) 2334 0678